Guararapes, o mais movimentado aeroporto da região Norte e Nordeste

No nosso quinto artigo da série Aeroportos do Brasil, falaremos sobre o maior aeroporto em movimentos do Nordeste brasileiro e o oitavo do Brasil: o Aeroporto Internacional do Recife Gilberto Freyre, também chamado de Guararapes.

É o principal aeroporto do estado de Pernambuco, além dos de outros três aeroportos do estado que possuem voos regulares de transporte de passageiros naquele estado, juntamente com o Aeroporto de Fernando de Noronha e o Aeroporto Internacional de Petrolina, este último sendo um importante aeroporto no escoamento e exportação de cargas, frutas e produtos produzidos na região.

O Aeroporto de Recife tem algumas de suas instalações compartilhadas com a Base Aérea de Recife, pertencente à Força Aérea Brasileira.

Aeroproto Internacional de Recife – Guararapes, 2019.

História e desenvolvimento

Em meados das décadas de 1920 e 1930 do Século XX, a cidade do Recife era servida apenas por hidroaviões que pousavam entre o Cais de Santa Rita e a Bacia do Pina (foz do rio Tejipió). Os aviões internacionais da época não tinham autonomia suficiente para fazer o percurso Europa, em voo direto a caminho do Rio de Janeiro e São Paulo, sendo forçados a pousar no Recife. As simpless instalações do Ibura tornaram-se inadequadas, não suportando a crescente demanda no setor. Entretanto, não existe uma data especificada em que foi construído o aeroporto no bairro do Ibura.

Durante a implantação da Base Aérea do Recife (BARF) em 1941, o aeroporto já funcionava na localidade, com o nome de “Campo do Ibura”. O nome oficial foi dado no dia 02 de julho de 1948, quando o então presidente Eurico Gaspar Dutra assinou o decreto 25.170-A, transformando o Aeroporto de Recife, localizado no Campo de Ibura, em Aeroporto Guararapes.

A primeira aeronave brasileira a utilizar oficialmente o novo aeroporto dos Guararapes foi um Douglas DC-3 da Real Aerovias, conduzindo o presidente Juscelino Kubitschek. Depois das instalações já concluídas, o velho edifício outrora ocupado pelo Departamento de Aviação Civil passou ao domínio da FAB. Naquela ocasião, apenas a holandesa KLM já tinha seu pavilhão de manutenção finalizado.

O aeroporto teve seu nome alterado para Aeroporto de Guararapes em 1948. Recebeu esse nome devido ao fato histórico das Batalhas dos Guararapes, ocorridas no período colonial brasileiro sobre o Morro dos Guararapes, situado em sua lateral oeste.

Morro dos Guararapes à esquerda e o aeroporto ao fundo.

A instalação teve origem na época da Segunda Guerra Mundial , quando um novo aeroporto foi construído para substituir o antigo, o chamado Parque do Encanta Moça. Com o fim da Segunda Guerra, as instalações se tornaram estrategicamente importantes como parada técnica e de reabastecimento de aeronaves na rota da América do Sul para a Europa.

O presidente Juscelino kubitschek inaugura o Aeroporto de Recife.

Passageiros embarcam no pátios do Guararapes, 1958.

No dia 18 de janeiro de 1958, o novo terminal de passageiros foi inaugurado, substituindo as instalações originais. Durante esse período, a pista 14/32 foi estendida de 1.800 metros para 2.010 metros e a pista 18/36 foi estendida de 1.800 metros para 2.400 metros.

Vista externa do terminal de passageiros, 1958.

Durante as décadas de 1960 e 1970, foi firmando cada vez mais a sua importância no desenvolvimento de Pernanmbuco e demais regiôes, além de ser um importante ponto de apoio para voos que partem e chegam da Europa. Por exemplo, se uma aeronave sai da Argentina, Uruguai, Paraguai, etc, e necessite realizar uma parada técnica ou reabastecimento após algum tempo de voo, o Aeroporto de Recife pode suprir operacionalmente essa demanda, pois se localiza na rota ou próxima à ela.

Em 25 de Julho de 1966 ocorreu o primeiro ato terrorista com consequências sérias no Brasil. Uma bomba explodiu no saguão do aeroporto matando Edson Régis de Carvalho, jornalista e Nelson Gomes Fernandes, o vice-almirante reformado. Outras 13 pessoas foram feridas na explosão. Esse atentado ficou conhecido como Atentado do Aeroporto dos Guararapes, que tinha motivos relacionados com o atrito de militares e terroristas durante o Regime Militar.

Manchete dojornal Correio da Manhã, sobre o Atentado dos Guararapes, em 26 de julho de 1966.

No final da década de 1970, um acordo foi feito com a Infraero para melhorias e incrementar o desenvolvimento do complexo aeroportuário, sendo que o terminal de passageiros passou por sua primeira grande reforma em 1982 e outra ampliação em 1990.

Aeroporto de Recife, década de 1970.

No início dos anos 2000, especificamente em 2004, um novo terminal de passageiros foi construído, que incluiu um novo shopping, gerando mais tráfego e receita. Além disso, um novo concurso foi aberto em 2004 e a capacidade do aeroporto aumentou de 1,5 para 9 milhões de passageiros/ano.

Hoje em dia a pista principal de pousos e decolagens tem 3.300 metros (10.827 pés) de comprimento, sendo a maior do Nordeste brasileiro.

Em 31 de agosto de 2009, a Infraero divulgou um plano de investimento de quase 9 milhões de Reais para atualizar e melhorar o Aeroporto Internacional de Guararapes, afimde se concentrar nos preparativos para a Copa do Mundo de Futebol 2014 no Brasil, sendo Recife uma das cidades-sede. O investimento foi gasto na conclusão da reforma do terminal de passageiros, na instalação de mais 8 fingers. O trabalho foi concluído em 1 de julho de 2011 e o aeroporto foi considerado pronto para a Copa do Mundo da FIFA.

Seleção Espanhola de futebol desembarca em Recife sob forte chuva, 2014.

No início de 2016, o presidente da Azul Linhas Aéreas e o governador de Pernambuco assinaram um acordo para instalar um hub para a empresa no aeroporto de Recife. A partir deste contrato, a Azul passou a operar outros 12 voos diários em Guararapes, que se tornou a única cidade com voos diretos para todas as capitais do Nordeste brasileiro.

O Aeroporto de Guararapes é um dos que servem de hub para a Azul Linhas Aéreas.

Em 15 de março de 2019, a empresa espanhola AENA ganhou uma concessão de 30 anos para operar o aeroporto, com o propósito de realizar diversas melhorias no decorrer do tempo, conforme contrato.

Acidentes e Incidentes

No dia 01 de novembro de 1961, um DC-7 sob matrícula PP-DOP da Panair do Brasil, voava da Ilha do Sal para Recife. Durante sua aproximação final, a aeronave atingiu uma colina de 84 m a 2,7 km da pista e foi destruída. A aeronave fazia uma aproximação noturna abaixo da altitude especificada e fora do padrão de tráfego regular. Quarenta e cinco passageiros e tripulantes das 88 pessoas a bordo morreram.

Em 28 de julho de 1968, um C-124C Globemaster II da Força Aérea Americana, sob registro 51-5178, voava de Paramaribo a Recife, e quando se aproximava de Recife, bateu em uma colina de 1890 pés de altura a 80 km de Recife. Os 10 ocupantes morreram.

Em 11 de novembro de 1991, um Embraer EMB110P1 Bandeirante da Nordeste, matrícula PT-SCU, operava o voo 115 de Recife para Maceió. Durante a subida inicial teve uma falha no motor, seguindo de um incêndio no mesmo, e levando a aeronave cair em uma área povoada. Todos os 13 ocupantes de aeronaves e 2 pessoas no solo morreram.

Em 13 de julho de 2011, um L-410 Let da Noar Linhas Aéreas, matrícula PR-NOB, e operando o voo 4896 de Recife para Natal caiu logo após a decolagem de Recife. Todos os 16 ocupantes morreram.

Aeronave L-410 Let matrícula PR-NOB, que se acidentou em Recife em 2011.

Dados Técnicos e Operacionais

  • Área Bruta Locável (ABL) de 6.811,29 m², distribuídos em térreo, 1° e 2° pavimentos.
  • A ABL é segmentada em:
  • Varejo: 2.101,95 m²
  • Serviços: 1.980,04 m²
  • Alimentação: 2.201,46 m²
  • Ação Eventual: 527,84 m²
  • Total de pontos comerciais: 227
  • O estacionamento tem 2.079 vagas
Movimento de 2018
Passageiros 8.422.566
Carga 55.838 toneladas de carga
Aéreo 68.192 aeronaves
Capacidade anual 16.500.000 passageiros

Siglas IATA /ICAO: REC /SBRF

Sítio Aeroportuário: 4.229 Milhões de metros²

Pátio de Aeronaves: 110 Mil metros²

Pontes de Embarque: 11

Estacionamento de aeronaves: 21

Dimensões da pista: 3.007m x 45m

Terminal de Passageiros: 52.000 metros²

Elevação: 10 metros (33ft)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Continue Conectado

Artigos Relacionados